12 Dicas para manutenção da bicicleta em dia.

12 dicas para manutenção da bicicleta sempre em dia

A manutenção da bicicleta é tão importante quanto os equipamentos de segurança necessários nos seus trajetos. Afinal, uma bike sempre pronta para uso confere, por si só, mais comodidade e proteção aos passeios.

Para que você implemente essa mudança em sua rotina — ou acrescente novas medidas a ela —, nós reunimos neste post 12 dicas para manter a manutenção da bicicleta sempre em dia.

São orientações que vão desde pequenas observações a ajustes que você pode fazer em casa mesmo. Confira, e agregue mais segurança às suas pedaladas de bicicleta!

1. Deixe a bicicleta sempre limpa

Pode parecer mero detalhe, mas os praticantes de MTB (mountain bike) podem atestar: o acúmulo de sujeira tem tudo para causar o desgaste precoce de componentes da bicicleta.

Por isso, basta uma limpeza de leve para tirar o excesso, após um longo passeio, para evitar problemas facilmente evitáveis.

2. Mantenha as marchas reguladas

Caso você não entenda bem o mecanismo da bicicleta, é sempre bom fazer visitas regulares a um serviço especializado e realizar uma revisão no equipamento. Entre os ajustes, a regulagem de marchas ajuda a prolongar a vida útil das peças. Além disso, tornam os passeios mais cômodos e seguros.

3. Verifique sempre a pressão dos pneus

Pneus murchos criam mais resistência com o solo, dificultando as pedaladas. Sem falar que ficam mais propícios a furos e outros problemas que frustram seus passeios.

Por isso, é fundamental manter a pressão deles no nível ideal com regularidade seguindo algumas dicas:

  • Regule a pressão para valores entre 80 e 100 psi, caso você pese menos de 70 kg;
  • Regule a pressão para valores entre 101 e 120 psi, caso você pese mais de 70 kg;
  • Em dias de chuva, convém tirar até 10 libras cada pneu.

Com isso, você estará sempre rodando com a manutenção da bicicleta em dia, e assim, tornando o passeio mais fácil e prático.

4. Confira o estado de cada pneu

Procure sempre, também, por fissuras e se os pneus estão carecas. Isso tudo influencia na qualidade dos seus passeios e podem ser determinantes para promover sua segurança.

5. Cheque a fixação dos parafusos regularmente

Checagem rápida, que pode ser feita em poucos minutos com o auxílio de um torquímetro para se certificar de que todos os parafusos estão nos devidos lugares — e devidamente fixos.

6. Avalie o tempo médio para substituir peças

Invariavelmente, uma peça ou outra vai chegar ao fim do seu ciclo de vida útil. E, ao entender bem a média dos principais, você se programa melhor para substituí-los antes de apresentarem problemas.

7. Cuide da corrente de sua bicicleta

Já ouviu algum estalo, vindo da região onde fica a corrente, enquanto pedalava? Pode ser um encaixe indevido em consequência do desgaste de sua corrente.

Ignorar esse problema pode gerar outros, com o tempo. Principalmente, se ela estourar. Aí, o que poderia ser uma simples manutenção preventiva pode acarretar em mais custos.

8. Atenção constante aos freios

Ruídos altos, ao acionar os freios, é um sinal de alerta. Provavelmente, de que os componentes já estão desgastados, exigindo a manutenção ou troca (de pastilhas ou fluídos).

Vale a pena manter os ouvidos atentos, portanto, a qualquer mudança perceptível ao usar os freios, pois eles são fundamentais para qualquer lugar, seja em passeios urbanos ou em trilhas.

9. Estenda os cuidados à suspensão

Ciclistas de trilhas, especialmente, exigem muito das suspensões de suas bicicletas. Todos os praticantes, no entanto, devem fazer uma boa revisão no componente regularmente.

Para saber se é hora de fazer a manutenção da bicicleta, basta notar se o guidão tem sofrido muito dos impactos ao longo do uso contínuo.

10. Avalie o raio da bicicleta

Um raio quebrado pode acarretar muitos problemas para removê-lo. Por isso, ao fim de um passeio de bicicleta, faça uma checagem rápida nos raios em busca de qualquer avaria.

11. Confira os cabos

Embora já tenhamos falado de freios e marchas, os cabos merecem uma atenção exclusiva. Procure sempre observar suas condições (se estão enferrujados, por exemplo) para que eles permaneçam eficientes.

12. Faça uma revisão completa periodicamente

A cada 3 ou 6 meses, deixe a manutenção da bicicleta em mãos profissionais e das quais você confia. É um valor fixo no orçamento, mas significativo para que você tenha toda a segurança necessária ao transitar pela cidade, praia ou trilhas.

Quer saber um pouco mais sobre como contar um bom modelo de bicicleta para atender às suas necessidades e objetivos? Acesse o nosso site e conheça as bicicletas Mormaii!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *