Bicicleta Urbana dos agitos das cidades para o refúgio do pôr do sol - Bicicleta Urbana: dos agitos das cidades para o refúgio do pôr do sol

Bicicleta Urbana: dos agitos das cidades para o refúgio do pôr do sol

A invasão de ciclofaixas e ciclovias, nos últimos anos, fez com que mais pessoas substituíssem os meios convencionais de transporte por uma bicicleta urbana, capaz de guiá-los com segurança e conforto pelas vias de suas cidades.

Prova disso, por exemplo, é o contínuo aumento no número de ciclistas na cidade de São Paulo, expondo uma tendência que chegou para ficar e criar raízes nos hábitos cotidianos.

Só que não podemos creditar apenas à infraestrutura adequada aos ciclistas como o diferencial dessa bem-vinda mudança. Mais pessoas estão em busca de práticas saudáveis e mobilidade para o seu dia a dia, sem falar que as bicicletas são alternativas acessíveis.

E, neste artigo, vamos orientar você a entender como deve ser o modelo ideal de uma bicicleta urbana, podendo utilizá-la para todo tipo de trajeto encontrado em sua cidade. Acompanhe!

O que seria uma bicicleta urbana?

Diferentemente das populares mountain bike (MTB), a bicicleta urbana conta com um design próprio, em que o conforto é ergonomicamente idealizado na composição dos seus modelos.

Isso significa um visual slim, que torna a mobilidade mais ágil e prática em suas idas e vindas. Só que não pense que a sua MTB possa ser inadequada para os trajetos urbanos.

O ponto, aqui, é observar que a bicicleta urbana é fabricada a partir de uma demanda, e em supri-la com detalhes que tornam os passeios tão prazerosos quanto uma mountain bike pode proporcionar resistência em trilhas irregulares e enlameadas.

Nesse aspecto, o modelo de bicicleta focado em trajetos pela cidade contempla maior atenção ao conforto, como dissemos. E isso tende a ser reproduzido com eficácia quando o modelo conta com um guidão alto, mais próximo ao tronco do ciclista e um selim largo e macio.

Sem falar, também, no uso de pneus mais finos — que reduzem o atrito com o asfalto e suportam tanto as superfícies lisas quanto os trechos irregulares de sua cidades, como os de terra compactada.

Como equipar a bicicleta urbana?

Há consenso, entre os ciclistas que pedalam através das vias de suas cidades, que alguns itens não podem faltar em uma bicicleta urbana, como:

  • Para-lama (essencial para evitar respingos de água, no asfalto, em sua roupa);
  • Bagageiro traseiro;
  • Cesta utilitária;
  • Cobre-corrente;
  • Buzina;
  • Luzes .

Além de mais conveniência ao seu meio de transporte, esses itens trazem mais segurança — em múltiplos níveis. O cobre-corrente, por exemplo, é fundamental para quem utiliza a bicicleta para os seus trajetos cotidianos e, muitas vezes, precisa deixá-la encostada na rua.

Já a buzina e as luzes são essenciais para a segurança do ciclista e para facilitar a visualização de pedestres e os motoristas em seus veículos, já que são acessórios importantes para chamar a atenção deles.

Por fim, vale sempre lembrar de algo em comum para a MTB ou uma bicicleta urbana: os equipamentos de segurança, como o capacete, as luvas e até mesmo os óculos.

Não menospreza a importância desse último: em áreas nas quais a poluição urbana é elevada, ele faz a diferença.

Quais cuidados tomar ao se locomover pela cidade de bicicleta?

Primeiramente, reserve um espaço em sua mochila, cesta utilitária ou bolsa para carregar itens básicos de conserto, como uma fita antifuro, que ajuda a remediar algum imprevisto até que você consiga levá-la a uma assistência especializada (ou fazer o serviço por conta própria em hora e local mais apropriados).

Sobre a circulação através das ruas e avenidas de sua cidade, algumas recomendações são fundamentais para tornar o seu passeio mais rápido, seguro e prazeroso. Para isso, que tal conferir o nosso artigo sobre como andar de bicicleta com segurança?

E, para identificar as qualidades que apontamos aqui sobre o modelo ideal de bicicleta urbana, confira a os modelos da Mormaii para você avaliar a melhor alternativa para realizar os seus trajetos cotidianos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *