Outubro Rosa A importância da bike na vida da mulher - Outubro Rosa: A importância da bike na vida da mulher

Outubro Rosa: A importância da bike na vida da mulher

Em 2017, comemoramos o centésimo aniversário da luta feminista, marcada pela greve de tecelãs em São Petersburgo, na Rússia. Uma batalha que, até hoje, conquista capítulos marcantes na história, como o Outubro Rosa e a luta das mulheres contra o câncer.

Mais que isso: o símbolo de luta é reforçado pelo espaço cada vez mais democrático entre gêneros. É o caso do ciclismo, que foi, por muitas décadas, uma atividade predominantemente masculina. Hoje, o cenário é outro e muito mais participativo.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, elas correspondem a 14% do representativo total de ciclistas, de acordo com o estudo da Associação de Ciclistas Urbanos de São Paulo e da ONG Transporte Ativo.

Estamos, portanto, em ascendência. E, neste post, vamos destacar a importância da bike na vida da mulher, bem como associar esse símbolo com o Outubro Rosa e a vital batalha contra o câncer. Confira!

A bicicleta e as mulheres

Pode-se dizer que muitas pedaladas foram dadas, nos últimos séculos, na trajetória de empoderamento das mulheres. Quando os primeiros modelos chegaram aos Estados Unidos, ao longo do século 19, a popularização foi imediata.

E logo ganhou apreço entre as mulheres também. Afinal, a bicicleta assumia o papel de meio de transporte para muitas pessoas nessa época. Para Susan Brownell Anthony, uma das feministas mais aclamadas daquele século, a bicicleta era o seu instrumento de propagação dos seus ideais.

Com o tempo, as mulheres foram transformando os seus discursos idealísticos em realidade. Acompanhando o movimento, a bicicleta, que ia ganhando forma e volume no dia a dia das mulheres à medida que elas conquistavam os seus direitos ao custo de muito suor.

Atualmente, é indiscutível o impacto do ciclismo na vida de todos. Tanto que, hoje em dia, fala-se menos no apelo histórico da bicicleta na vida das mulheres, e mais nos benefícios imediatos que a prática pode trazer.

Até por isso, movimentos cada vez mais sólidos adquirem novas adeptas a cada ano. É o caso do Defi Rose, um desafio anual e planejado por ciclistas brasileiras gerar e estimular a conscientização do Outubro Rosa.

Assim, a campanha para fortalecer essa batalha contra o câncer une dois símbolos históricos: a força da mulher em busca da democratização de direitos, através dos séculos, e a bicicleta, que possui um papel coadjuvante, mas de grande relevância.

Sem falar nos benefícios em dar uma pedalada, não é mesmo? A seguir, vamos falar sobre alguns deles, visando já antecipar a sua conscientização a respeito do Outubro Rosa.

Os benefícios do ciclismo na luta contra o câncer

As causas do câncer são variadas demais para tomarmos cuidado com um aspecto, apenas, de prevenção. No entanto, o Outubro Rosa é a oportunidade ideal para ampliar o conhecimento e explorar alternativas para aumentar a qualidade de vida das pessoas.

Andar de bicicleta é uma atividade completa e cheia de benefícios para o corpo e para a mente. Vamos ver alguns deles?

Combate o estresse e a ansiedade

A atividade física ajuda na circulação do sangue, o que ajuda a combater os níveis de ansiedade e estresse — duas graves aflições psicológicas, e cada vez mais comuns.

Promove o emagrecimento

Quando associada a uma alimentação balanceada, a prática do ciclismo trabalha em prol da manutenção do peso.

Sem falar que os hábitos saudáveis são fundamentais para garantir mais resistência imunológica. E isso pode se traduzir em mais mecanismos naturais de defesa contra o câncer. Um lembrete, entretanto: o aquecimento muscular é fundamental para evitar lesões.

Promove o seu bem-estar

Exercícios físicos, em geral, ajudam a estimular a produção de hormônios responsáveis pela sensação de felicidade, como as endorfinas. Isso pode se traduzir em uma rotina mais alegre e com disposição para encarar os desafios diários.

Ajuda no controle do diabetes

Pedalar ajuda a reduzir os índices glicêmicos, o que, consequentemente, ajuda no controle do diabetes. Sem falar que minimiza também o risco de acumular placas aterosclerótica nas paredes dos vasos sanguíneos — uma das causas mais populares para o infarto.

Aumento da imunidade

Falamos brevemente sobre isso, acima, mas vale o reforço: a produção de glóbulos brancos é maior, com a atividade física. Algo que pode ser aproveitado tanto ao longo do Outubro Rosa quanto nos meses seguintes da contínua luta das mulheres contra o câncer.

Ou seja: além de um aliado histórico no empoderamento feminino, a bicicleta é um santo remédio na luta contra o câncer. Mas, caso você precise ainda de outros argumentos para começar a pedalar, temos 8 bons motivos para você começar o quanto antes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *