Saiba qual tipo de bicicleta escolher para cidade praia ou trilha 2 - Saiba qual tipo de bicicleta escolher para cidade, praia ou trilha.

Saiba qual tipo de bicicleta escolher para cidade, praia ou trilha.

Podemos não esquecer como pedalar, uma vez aprendido o equilíbrio sobre a bicicleta. O que deve mudar, com o tempo, é a sua relação com a sua bicicleta, ou mesmo qual tipo de bicicleta escolher. Afinal, há quem procure por uma bicicleta urbana, enquanto outros desenvolvem apreço por uma bicicleta para trilha.

E engana-se quem acredita que não existe diferença entre os tipos de bicicleta. Há um modelo e especificações adequados para quem deseja apenas dar uma volta sem compromisso, usar como meio de locomoção cotidiano e até mesmo profissionalizar as suas pedaladas.

Para que você tome uma decisão alinhada com os seus objetivos e necessidades, reunimos neste artigo tudo o que você precisa saber para escolher entre uma bicicleta para trilha, bicicleta urbana e/ou um modelo adequado para a praia. Acompanhe!

O que levar em conta ao escolher uma bicicleta urbana

É claro que cada cidade tem as suas peculiaridades — a cidade mineira de Ouro Preto, por exemplo, é um espetáculo de ruas quase verticais, de tão inclinadas —, mas o asfalto tende a ser o elemento em comum para quem está em busca de uma bike urbana.

Dessa maneira, independentemente das subidas e descidas que você vai enfrentar em seu dia a dia, uma bicicleta urbana com 18 a 21 velocidades pode atender bem às necessidades do ciclista. São marchas suficientes para os obstáculos mais presentes em uma cidade.

Outras características que devem ser levadas em consideração:

  • Um assento confortável para os trajetos diários;
  • Um quadro que não demande muita envergadura corporal, permitindo uma postura que mantenha a coluna alinhada e reta.

Isso já garante que você tenha, em sua bicicleta urbana, uma companheira para todo tipo de ocasião sobre o asfalto de sua cidade.

Dicas para escolher o tipo de bicicleta adequada para a praia

Passeios à beira-mar são mais próximos do seu perfil? Então, cabe pensar em um modelo de bicicleta sem câmbio, pois a superfície arenosa tende a ser plana, em sua maioria, e pedalar onde a areia é mais fina não exige força nas pedaladas.

Pode ser uma boa oportunidade, então, começar com um modelo básico. Assim, o investimento é mais baixo e você adquire uma bicicleta que atende perfeitamente às exigências para passear pelas praias que fazem parte do seu itinerário cotidiano.

Como escolher um bom modelo de bicicleta para trilha

Quer fugir do caos urbano e testar os seus limites com mais adrenalina? Então, convém apostar em um bom modelo de bicicleta para trilha, com acessórios que promovem um passeio mais seguro e prático para você dar as primeiras pedaladas.

A começar pela suspensão, que, diferentemente da bicicleta urbana, deve ser resistente a ponto de amortecer os impactos decorrentes do terreno acidentado. Um bom conjunto de marchas também é indispensável, para auxiliar nos trechos mais íngremes

Além disso, experimente o quadro ideal para a sua estatura, antes de optar por qualquer bike. Isso porque a medida ideal (para trilhas, o quadro pode variar de 15 a 21″) deve conferir conforto à posição do corpo durante o passeio.

O que se atentar, então, ao procurar por uma boa bicicleta para trilhas:

  • Amortecedor de qualidade;
  • Boa suspensão dianteira;
  • Freios ideais (V-Brake ou a disco);
  • Pneus apropriados (normalmente, são aqueles com cravos);
  • Marcha suficientes ao que você precisa (normalmente 21 velocidades);
  • Quadro mais resistente.

E, agora que você já sabe as principais características de cada bicicleta para diferentes tipos de objetivos, que tal conferir uma lista em comum para todos os ciclistas em seus passeios?

O que levar consigo ao andar de bicicleta

Abaixo, reunimos alguns itens que proporcionam mais segurança e conveniências aos seus passeis, como:

  • Água: para manter o corpo hidratado durante todo o passeio;
  • Comida: caso o passeio seja curto, opte por lanches leves, mas circuitos extensos podem pedir pela presença de um lanche para conferir uma boa alimentação enquanto você se exercita;
  • Ferramentas: nem sempre, a bicicleta suporta o seu apetite por adrenalina. Por isso, é de suma importância ter um kit básico para reparos;
  • Câmara reserva: importante para reparar um pneu furado e levar a bike para a assistência técnica;
  • Documento pessoal: original ou cópia do seu RG ou habilitação com um telefone anotado, em caso de emergências. A prevenção é o melhor remédio para garantir passeios divertidos.

Agora, anote as nossas dicas e comece a traçar o rascunho de sua bicicleta ideal! Mas, para alimentar o seu interesse, que tal dar uma conferida em nossa seleção de Mountain Bike?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *