Shimano-ou-SRAM-conheça-o-comparativo-entre-as-duas-marcas

Shimano ou SRAM: conheça o comparativo entre as duas marcas

Se você já viu ou ouviu um grupo de ciclistas debatendo se Shimano ou SRAM são as melhores marcas, saiba que o tema é mais comum do que você possa imaginar.

Afinal, cada um tem as suas preferências, que vão de acordo com os seus objetivos, necessidades e experiências. Por isso, este post não procura apontar o melhor e, sim, comparar ambas as marcas para que você tire as suas conclusões sobre as melhores transmissões para MTB.

Então, confira as principais características dos modelos de produtos da Shimano e da SRAM!

Comparativos entre as transmissões Shimano e SRAM

Comecemos pela origem de ambas: a japonesa Shimano tem quase um século de atuação no mercado, enquanto a SRAM tem muito menos tempo — fundada em 1987, em Illinois, EUA.

Ou seja: quando a marca estadunidense foi inaugurada, a Shimano já tinha amplo alcance mundial com os seus componentes. Vamos ver, então, como essa disputa se acirrou?

Linhas de entrada

Ambas as empresas têm as suas linhas mais populares, que são:

  • Altus, Acera e Alivio, da Shimano
  • X3, X4 e X5, da SRAM.

Embora tenham as suas particularidades, as transmissões da Shimano possuem, todas, pedivela triplo e cassete com 9 cogs — totalizando 27 marchas.

shimano componetes mormaii - Shimano ou SRAM: conheça o comparativo entre as duas marcas

Já as linhas da SRAM são diferentes entre si. A linha X3 conta com passadores com a troca de 7 marchas, apenas, ao passo que a X4 pode chegar a até 24 marchas. A X5, por sua vez, conta com peças mais sofisticadas.

Ou seja: no comparativo, a SRAM traz mais flexibilidade de escolha para os ciclistas, algo que a Shimano explora menos em sua linha de entrada de bikes.

Linhas intermediárias

Podemos dividir as linhas intermediárias nas categorias abaixo:

  • Deore, SLX, da Shimano;
  • X7, X9, NX e GX, da SRAM.

O Deore já é bastante rodado, enquanto a linha SLX é mais recente. Só que o tradicional conjunto evoluiu bastante, e é comparável até mesmo com a SLX.

Por exemplo: os modelos vêm acompanhados câmbio traseiro (tecnologia Shadow RD+) e pode vir com pedivela duplo.

Já a SRAM investiu novamente em mais flexibilidade de escolha para os seus clientes. Os modelos X7 e X9, por exemplo, têm pedivelas duplos e triplos — além de virem com cassetes 11-36.

Para as mais recentes linhas, a NX e a GX, contam com uma modernização elevada nas transmissões de bicicletas: 1×11, na sua combinação de marchas, e um cassete 10-42.

Linhas de ponta

Entre Shimano ou SRAM, você pode observar as seguintes linhas de ponta das marcas:

  • XT e Di2 e XTR e Di2, da Shimano;
  • XX, X1, XX1 e XX1 Eagle, da SRAM.

XT e XTR são os modelos mais populares da categoria, sem dúvidas. Inclusive, com a possibilidade de implementar versões eletrônicas nas transmissões (a Di2). Pioneira em mountain bikes, inclusive.

Vale adiantar que, no geral, são tecnologias similares entre os modelos, mas com diferenciais que enriquecem o nível competitivo dos praticantes e assíduos da marca japonesa.

Para a SRAM, o discurso de acabar com o câmbio dianteiro ganha novos capítulos em sua linha de ponta. É possível perceber, nos modelos, cassete 11-36 e pedivela duplo/tripo.

No mais, as tecnologias usadas no repertório de ponta da SRAM são similares, ajustadas de acordo com os objetivos dos ciclistas.

Só que vale apontar: entre Shimano ou SRAM, cabe a você perceber quais delas estão mais alinhadas às suas necessidades. A SRAM, em busca de diferenciação, está apostando cada vez mais em novidades, inovações e paradigmas quebrados.

A Shimano, por outro lado, é uma marca consolidada, que dita boa parte das transformações do mercado. E é aí que acirra a competitividade e cabe a você, ciclista, considerar o melhor sistema de transmissão para as suas pretensões.

Agora, para colocar novas dúvidas na sua cabeça, aproveite para baixar gratuitamente o nosso e-book com 50 lugares ao redor do mundo para você pedalar!

Baixe o e-book de 50 lugares para pedalar no mundo! | Bicicletas Mormaii

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *